Como as startups mudam o jogo

Como as startups mudam o jogo

Publicado por: Gustavo Bernardo Publicado: 26/02/2020 Visitas: 257 Comentários: 0

Como as startups mudam o jogo

 

As startups trazem soluções inovadoras e revolucionam os mais diversos setores. Elas geram empregos, movimentam a economia e transformam completamente os mais diversos mercados e produtos!


Assim, pode-se dizer que as startups mudam o jogo em vários aspectos, como econômico e o social!


Neste artigo você vai conhecer os principais segmentos de startups que revolucionaram a economia do país e que mais chamam a atenção de investidores e empreendedores com seu potencial de crescimento. Conheça algumas delas!

 

Biotecnologia (Biotechs)

 


A Biotecnologia é uma área que integra o uso de organismos vivos e sistemas biológicos com ferramentas de outras áreas, como por exemplo a genética e a robótica, para solucionar problemas que envolvam biologia.


A cura de doenças, criação de fármacos e próteses modernas são exemplos de questões solucionadas com este tipo de startup! Ou seja, é a tecnologia e a estratégia de uma startup, alinhada à biologia, para salvar vidas.


Algumas das Biotechs de destaque do país são:


-Rubian Extratos: propõe uma forma mais eficiente de extrair bioativos utilizados pelas indústrias farmacêutica e alimentícia;

-Myleus: soluções para aumentar a segurança dos alimentos;

-Tismoo: serviços que permitem a identificação de melhores tratamentos para pacientes autistas.

 

Financeiro (Fintechs)

 


As fintechs são startups responsáveis por desenvolver produtos e serviços que facilitem e simplifiquem operações do mercado financeiro. Bancos digitais e gestão financeira são alguns dos serviços propostos pelas fintechs.


Algumas das Fintechs de destaque do país são:


-Nubank: banco digital pioneiro no segmento;

-GuiaBolso: aplicativo que permite sincronização com conta bancária para melhor administração de gastos;

- Antecipa Fácil: startup de antecipação de recebíveis que realiza leilão de recebíveis online;

-PicPay: aplicativo de pagamentos digitais.

 

Direito (Lawtechs)

 


Estas startups têm como objetivo otimizar os processos judiciais. Com soluções que vão desde a digitalização de processos ou melhoria no contato entre contratantes e advogados, as lawtechs aumentam a gama de atuação de advogados e permitem que eles se alinhem com o mercado, prestando um serviço com mais qualidade.


Algumas das Lawtechs de destaque do país são:


-Aurum: conta com soluções de gestão de processos;

-Preâmbulo: software de gestão de escritórios de advocacia de alta performance;

-Docket: facilita o acesso a diversas documentações.

 

Educação (Edtechs)

 


As Edtechs são startups que promovem uma nova forma de aprender e ensinar através de ferramentas tecnológicas.


Esse tipo de startups contam com soluções para três principais setores: Educação Básica, Educação a Distância e Educação Corporativa.


Algumas das Edtechs de destaque do país são:


-Brain Academy: propõe formas de ensinar às crianças habilidades que muitas vezes não são priorizadas na escola, como a inteligência emocional;

-Qranio: oferece cursos de capacitação e treinamento para funcionários de empresas;

-Geekie: auxilia na criação de plataformas e aplicativos para escolas e professores.

 

Agricultura (Agtechs)

 


Como o Brasil é um grande exportador de produtos agrícolas é necessário que existem soluções que promovam uma otimização desta produção, além facilitar o processo para o empreendedor.


São essas questões que as Agtechs, ou seja, as startups voltadas à agricultura, resolvem!


Algumas das Agtechs de destaque do país são:


-Aegro: conta com software de gestão dos negócios agrícolas;

-DeltaCO2: com foco em sustentabilidade, avalia indicadores de impactos ambientais;

-YouAgro: rede social que conecta produtores, clientes e profissionais agrícolas.

 

Indústria

 


As startups que atuam neste segmento criam soluções direcionadas para o aumento de produtividade, eficiência e segurança de todo o processo industrial.


Podem atuar no ramo logístico, de análise de dados, experiência de compra, venda e revenda, entre outros. O ponto principal dessas empresas é que elas resolvem problemas das indústrias.


Algumas das startups com foco na indústria do país são:


-CUBi Energia: startup que promove a gestão de eficiência energética;

-Everlog: especializada em soluções que proporcionam melhoria do processo logístico;

-GoEPIK: viabiliza soluções de Indústria 4.0 e transformação digital.

 

Mude o jogo com a Organismo Brasil!

 


Agora que você já conheceu os mais diversos segmentos de atuação de startups e como essas empresas podem impactar a sociedade, economia e tecnologia nacional, por que não investir nelas?


A Organismo Brasil está com um portfólio aberto com 3 startups de diferentes setores (energia, logística e financeiro) e com potencial para revolucionar o mercado nacional.


Cadastre-se em nossa plataforma, conheça as empresas e invista agora mesmo!

 

Tags: organismobrasil, equitycrowdfunding, financiamentocoletivo, startups, investimentos, inovacao

Comentários

Escreva o comentário

Veja todas Últimos Posts