O homem pisou na Lua! E você, duvida que ele realmente tenha chegado lá?

O homem pisou na Lua! E você, duvida que ele realmente tenha chegado lá?

Publicado por: Luciana Abreu Publicado: 24/09/2020 Visitas: 301 Comentários: 0

O homem pisou na Lua! E você, duvida que ele realmente tenha chegado lá?

Se você acha que o desenvolvimento tecnológico já atingiu a curva de maturidade, espere para ver o que as empresas do setor estão aprontando!

Você pode ou não ter vivido nesta época, mas com certeza já ouviu falar da primeira vez que o homem pisou na lua e provavelmente se lembra da frase: “Esse é um pequeno passo para um homem, mas um salto gigantesco para a humanidade”. A frase imortal foi dita por Neil Armstrong, comandante da missão e primeiro homem  a colocar o pé, mais precisamente o esquerdo, na Lua. 

Muitas pessoas na década de 60 não entendiam a configuração espacial, e as outras que entendiam não acreditavam ser possível o homem sair da Terra e muito menos, pisar na Lua. E embora a missão tenha acontecido com sucesso em 20 de julho de 1969, ainda hoje, 51 anos depois do feito, ainda há quem duvide que Armstrong tenha realmente colocado o pé na Lua. 

O resto é história, e o que veio depois desse feito foi uma revolução que culminou com a invenção da Internet, e os avanços exponenciais que ela trouxe ainda assustam muitas pessoas. Lembra de quem duvidou do sucesso da missão espacial capitaneada por Armstrong? Com certeza você conhece alguém que ainda hoje duvide de todo o poder de fogo da tecnologia!

Porém, as empresas de tecnologia estão aí para provar que não há limite para esse setor! 

Na última década, vivenciamos experiências inimagináveis que mudaram a nossa vida. Eu te proponho um exercício simples: como seria o seu dia hoje se você acordasse sem o seu smartphone, e se Google, Netflix e Uber não existissem? Eu acredito que você provavelmente perderia a hora porque, entre as infinitas funções que esse telefone “esperto” tem, está a de despertador.

Quando a Uber foi fundada em 2009 muitas pessoas duvidaram que ela vingasse porque o transporte pago de passageiros já estava estabelecido e funcionava bem. O que essas pessoas não sabiam era que esse serviço poderia ser melhorado e foi o que essa empresa fez!   

Com o Uber, além de ter muitos mais carros disponíveis, o valor do serviço é conhecido antes da corrida ser feita. Ganham os usuários com um serviço mais ágil e justo, na medida que conhecem antes o valor que vão pagar e ganham os motoristas que deixaram para trás a burocracia que existia para atuar na função. Não à toa, a Uber está avaliada em mais de US$ 82 bilhões.

Neste momento você deve estar pensando: ok, e o que mais falta ser inventado? 

Quando o assunto é inovação as empresas de tecnologia vem nos mostrando que não há limites e que ainda há muito a ser feito!

Por exemplo, você sabia que no Japão já estão sendo testadas câmeras que transmitem jogos de basquete sem a intervenção humana? 

São duas câmeras que utilizam Inteligência Artificial (IA). E funciona da seguinte forma: a câmera principal usa 3 lentes para filmar a ação na quadra, de 3 direções diferentes e as imagens que elas captam são instantâneamente combinadas em servidores que produzem uma única imagem panorâmica. 

A partir desse ponto, a tecnologia faz a mágica acontecer: essa imagem panorâmica é analisada pela Inteligência Artificial  que determina automaticamente os ângulos ideais que são transmitidos em tempo real durante o jogo. E não é só isso! Lembra da outra câmera? Ela filma o placar para controlar as pontuações, o tempo e outros dados. Essas informações são sobrepostas na imagem da câmera principal e exibem os dados do placar junto com as imagens transmitidas. Tudo simultaneamente e em tempo real!

Essas duas câmeras realizam o trabalho de 10 pessoas, incluindo a equipe de filmagem, diretor, comentaristas e assim por diante. E mais! Toda essa produção pode ser feita de um local remoto!

O sistema está em fase de teste, e ainda há ajustes que precisam ser feitos. Mas os testes que já foram realizados abriram novas possibilidades. A mesma Inteligência Artificial pode filmar sessões de práticas regulares, ou seja, essas câmeras podem verificar um atleta durante um treino sem a necessidade de retroceder as imagens. 

Isso significa que essas câmeras podem ser usadas, no futuro, para verificar a formação do time e as características dos jogadores, melhorando a precisão deles durante o jogo. 

Quem diria que 51 anos depois de Armstrong ter pisado na Lua câmeras de vídeo estariam gravando partidas ao vivo de basquete sem nenhuma intervenção humana? E para quem ainda duvida de todo o potencial da tecnologia, a Nasa está desenvolvendo o projeto Artemis, que deve levar pessoas para a Lua em 2024. Quem sabe dessa vez com câmeras que usem Inteligência Artificial para não deixar nenhuma dúvida do que a tecnologia é realmente capaz de fazer!

Tags: #startups #brasileiras #brasil #organismobrasil #investimento #empresas #gastar #tecnologia #soluções #investir #inesperado #dinheiro #equitycrowdfunding #startups

Comentários

Escreva o comentário

Veja todas Últimos Posts