Equity Crowdfunding – A modalidade de investimento que pode te ajudar a encontrar a próxima startup de sucesso

Equity Crowdfunding – A modalidade de investimento que pode te ajudar a encontrar a próxima startup de sucesso

Publicado por: Tiago Tozzi Publicado: 04/06/2019 Visitas: 2280 Comentários: 0

Equity Crowdfunding – A modalidade de investimento que pode te ajudar a encontrar a próxima startup de sucesso

 

Imagine a possibilidade de investir em uma empresa inovadora, desembolsando pouco dinheiro, e, o melhor, imagine que num futuro não muito distante essa mesma quantia desembolsada possa ser multiplicada te gerando lucros altíssimos...


Imaginou? Pois é, é justamente isso que o Equity Crowdfunding pode fazer com o seu dinheiro.

 

Quer saber mais sobre essa nova modalidade de investimento? Neste artigo reunimos algumas informações essenciais para quem quer conhecer essa forma de investir que já conquistou o mercado europeu há alguns anos e agora está desbravando o mercado brasileiro, provocando uma verdadeira revolução na maneira como investidores buscam retorno para seus investimentos.

 

Mas afinal, o que é o Equity Crowdfunding?

 

Esse cenário acima descrito pode parecer apenas um sonho, geralmente quando pensamos em investidores de empresas inovadoras, as chamadas startups, o que nos vem a mente são grandes investidores, já muito bem estabelecidos no mercado, que aportam enormes quantidades de capital.


Mas há algo diferente que chama a atenção nesta história: a possibilidade de lucrar muito investindo pouco. Talvez esse seja o sonho de todos os investidores, mas é algo que já tem se tornado realidade para muitas pessoas através do Equity Crowdfunding.


Formado a partir da junção dos termos em inglês crowd – público, plateia, e funding – financiamento; essa nova técnica de financiamento, divulgada essencialmente através da internet, tem como premissa a captação de recursos para a viabilidade de um projeto partindo de investidores individuais, ou grupo de indivíduos, ao invés das tradicionais formas tais como bancos, fundos de investimentos, investidores anjos, dentre outros.


É através dele que, atualmente, algumas startups estão conseguindo realizar captações púbicas de recursos para financiar suas operações. O negócio pode ser considerado um facilitador de mão dupla, pois ao mesmo tempo em que resolve o problema principal das empresas em fase inicial – a questão de obtenção de capital para alavancar seu projeto, permite que uma gama maior de investidores tenha acesso a um mercado que até então era extremamente restrito.


Antes da eclosão do crowdfunding, era praticamente impossível investir em startups, a maioria desses investimentos eram realizados por fundos, ou por investidores altamente qualificados, que não abriam a possibilidade para que outros investidores se inserissem no setor, sendo assim, para conseguir investir em uma startup era preciso dispor de uma quantia significativa e praticamente se inserir no processo completo de criação da empresa, ou seja, começar do zero.


Já com o crowdfunding um novo mecanismo de investimento, completamente online, foi desenvolvido. Através de plataformas previamente autorizadas pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) startups com grande potencial de crescimento disponibilizam cotas para que o investidor tenha a oportunidade de aplicar seu dinheiro e assim deter uma fatia da empresa.


O interessante é que, neste caso, uma pequena quantidade de capital –  os investimentos geralmente são iniciados a partir de R$1000 – é aplicado em troca de uma participação societária (equity) na empresa em questão, logo, quem participa de uma rodada de crowdfunding se torna sócio do projeto adquirindo assim o direito de compartilhar o sucesso e lucros futuros da companhia.


O processo de investir torna-se muito mais rápido e fácil, pois passa a ser 100% online, agora, o investidor não precisa fazer dezenas de reuniões e análises de documentos, valuation, etc; todo o projeto, e burocracias que o envolvem, é amplamente analisado pela plataforma que oferece o investimento.


Nas plataformas é possível encontrar todas as informações relevantes para uma tomada de decisão – histórico da empresa, seus fundadores, descrição do produto, modelo de negócio, proposta comercial, oportunidade de mercado, projeção financeira, documentos jurídicos, concorrência, etc., trazendo dessa forma segurança e facilidade ao investidor.

 

Por que investir em Startups?

 

Já foi dito certa vez que, grandes ideias são capazes de transformar o mundo! Algumas vezes, essas grandes ideias acabam se transformando em negócios, que provocam um imenso impacto no cotidiano e na maneira de se viver. Como exemplo, podemos citar o facebook, que revolucionou as formas de sociabilidade; o uber com sua praticidade e economia nos meios de transporte; a AirBnB, modificando a maneira de se hospedar, o que gerou um grande impacto no setor hoteleiro.


Todas essas empresas, hoje já bem consolidadas, em sua fase inicial traziam algo em comum: a inovação tecnológica em suas bases que revolucionou setores tradicionais, gerando uma demanda que até então era desconhecida, mas que agora é praticamente impossível imaginar o mundo sem elas. À medida que estas novas tecnologias vão se inserindo no cotidiano e se transformando em imprescindíveis, o valuation da empresa sobe consideravelmente e consequentemente a sua lucratividade. Investir em uma startup em sua fase inicial e apostar em seu produto é garantir grandes ganhos no futuro.


Se as startups são empresas do futuro, é possível comprar uma parte desse futuro hoje, enquanto os valores ainda são acessíveis, e o crowdfunding torna essa possibilidade mais acessível ainda.

 

Muitas empresas tradicionais também já perceberam que o futuro está nas mãos das startups, e a maneira encontrada por elas de fazer parte desse futuro é comprando startups que podem agregar e inovar seus negócios. Ao invés de se sentirem ameaçadas pelas novas demandas geradas, grandes empresas acabam comprando a inovação de modo a evitar a concorrência e assim manter sua posição no mercado.

 

E é nesta etapa que os investidores apostam suas fichas, na chamada “saída”, pois o momento de venda de uma startup representa a possibilidade de uma lucratividade grande. O pequeno investimento, feito em sua fase inicial, ganha uma enorme projeção.


Quer ficar por dentro de grandes oportunidades para investir em Startups de ponta? A equipe da Organismo Equity Crowdfunding está selecionando excelentes oportunidades para você, fique de olho que em breve elas estarão disponibilizadas em nossa plataforma.


“Invista em startups e crie um novo futuro para o Brasil.”

 

Tags: equitycrowdfunding, investimentoemstartup, investimentosemstartups, startups

Comentários

Escreva o comentário

Veja todas Últimos Posts

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Regras Gerais.